terça-feira, 24 de junho de 2008

Livros e correspondência

Correspondendo ao convite (mais um) da Loja 107, fui ouvir Mia Couto apresentar o seu novo romance.

A incansável Maria Isabel que, para além de ser ilustre livreira, gosta muito de livros e faz o favor de ser minha amiga, deu-me outro postal "para mandares a mais um amigo", tarefa a que, fruto das novas tecnologias, já não me dedico há muito tempo ...

Por isso, por aqui partilho o postal como um "aperitivo" que convida a ler, se mais não fora porque "aos 50 pensamos com suficiente sabedoria para já não ter ideias".




terça-feira, 17 de junho de 2008

Palavras bonitas

O RELÓGIO

Ao redor da vida do homem
há certas caixas de vidro,
dentro das quais, como em jaula,
se ouve palpitar um bicho.

Se são jaulas não é certo;
mais perto estão das gaiolas
ao menos, pelo tamanho
e quebradiço da forma.

Umas vezes, tais gaiolas
vão penduradas nos muros;
outras vezes, mais privadas,
vão num bolso, num dos pulsos.

Mas onde esteja: a gaiola
será de pássaro ou de pássara:
é alada a palpitação,
a saltação que ela guarda;

e de pássaro cantor,
não pássaro de plumagem:
pois delas se emite um canto
de uma tal continuidade

que continua cantando
se deixa de ouvi-lo a gente:
como a gente às vezes canta
para sentir-se existente.
João Cabral de Melo Neto
Poesia Completa - 1940/1980

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Combustíveis

Está complicado !!!
Os camionistas tornados empresários pelo "outsourcing" pararam o País, sem passarem cartão à Antram, associação que, em teoria, os deveria representar.
O Governo estava desatento e não percebeu que deveria dialogar com quem está no terreno e não passeia nos salões.
Consequências da "formação bruta de capital fixo" sempre para os mesmos.
Alguém descomplica ???

terça-feira, 3 de junho de 2008

Imaginação

Hoje, no regresso, já bem tarde, de mais uma jornada diária, pensei:
- Tens de colocar qualquer coisa no blogue, para não se perder o hábito!
Afinal, a imaginação, que já é pouca e arredia em circunstâncias normais, não quis correr o risco de se misturar com o cansaço e desapareceu.
Não sei se foi analisar o aumento dos combustíveis, a greve dos pescadores, as eleições nos Estados Unidos, ou se viajou para a Suiça, acompanhando a Selecção de futebol.
Verdade, verdadinha é que me fugiu ...
Espero que tenha ido para algum sítio onde faça qualquer coisa de útil ... por exemplo, dar uma ajudinha à Autoridade da Concorrência, para que o relatório sobre a cartelização dos preços praticados pelas gasolineiras apareça antes que o petróleo acabe !!!