quarta-feira, 26 de novembro de 2008

SKYPE

Como é habitual, o período que medeia entre a chegada a casa e o jantar ( frugal, como convém a quem procura diminuir o peso que a "velha" coluna transporta) é dedicado ao contacto com os da Casa que por cá não estão.
Do longe se faz tão perto ... e eis-nos a conversar, olhos nos olhos, quebrando as distâncias e diminuindo as saudades, num triângulo, enorme, que tem um vértice na Grécia, outro em Lisboa e o último por aqui, onde tudo começou, numa ligação perfeitamente assegurada, em som e imagem, pelo Skype.
No rodapé, uma informação em letras pequenas: 14.181.806 pessoas online.
Tomei nota do número, para o qual eu e os meus contribuíamos, mas que pecava por defeito. Era certo e sabido que, tal como na minha, na maioria das conversas os participantes eram bem mais do que os dois computadores que eram levados em conta.
Um "mar" de gente à conversa, no mundo inteiro ... sobre tudo!!
E a pergunta surge: quantas preocupações se evitam com esta maravilha?

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Crise (5)

Nos recentes desenvolvimentos da crise financeira têm aparecido vozes importantes, daquelas que fazem e têm opinião sobre tudo e sobre nada, a pedir a "cabeça" do Governador do Banco de Portugal e a justificar os acontecimentos no BCP e no BPN com a legislação fraca ou inexistente.
Pretenderão legitimar o "criminoso" mandando prender o "polícia"?
Bem a propósito, três quadras de António Aleixo (1899-1949), poeta popular algarvio, quase analfabeto.
*
Vem da serra um infeliz
vender sêmea por farinha:
Passado tempo já diz:
- Esta rua é toda minha.
*
Deixam-me sempre confuso
as tuas palavras boas,
por não te ver fazer uso
dessa moral que apregoas.
*
És um rapaz instruído,
És um doutor; em resumo:
És um limão, que espremido,
Não dá caroços nem sumo.
*

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Barack Obama



Adormeci convencido de que iria haver mudança histórica que, uma vez mais, tenho o privilégio de (vi)ver.

Acordei com a rádio a noticiar: Obama eleito Presidente dos United States of America.


O sonho de Martin Luther King, a perseverança de Nelson Mandela, o querer de muitos, a esperança de inúmeros, a expectativa de quase todos, concentrada numa cabeça que, à partida, parece arejada e consistente, contrastando com a de um cowboy insolente, beligerante, demagogo e mentiroso.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Crise (4)

O que se aguardava há muito, aconteceu ...
Depois de alguns anos fora da legalidade, do mercado, do razoável, da realidade, do decoro, da concorrência fazendo dos outros lorpas, comprando a dez para vender por cinco, caiu sem estrondo nem ferimentos.
A queda estava anunciada e a "Protecção Civil" tinha desencadeado os mecanismos de "alerta vermelho", preparando o colchão com a "espuma" de todos nós!
Só nos resta aguardar que a CGD faça a digestão do BPN tão bem como fez do BNU e que os "sais de frutos" não nos saiam muito caros ...
Espera-se, ainda, que o Decreto que há-de aprovar a nacionalização anunciada contemple a quantidade de maços de cigarros que os futuros detidos terão direito a receber ...