sábado, 25 de janeiro de 2014

E a noite roda

Confesso que a expectativa não era muito grande, embora a contracapa despertasse curiosidade e a distinção com o Grande Prémio de Romance da Associação Portuguesa de Escritores fosse garantia de obra que valia a pena ler.
Duas pessoas conhecem-se em Jerusalém na véspera da morte de Yasser Arafat e … a partir daí, desenrola-se uma história de amor em tempo de guerra, em viagem constante, sítios perigosos, com SMS, mails, notícias, telemóveis, miséria, guerra, amor, contradições, ansiedades, pressas, angústias.
Uma grande história, onde é difícil distinguir a realidade da ficção, um excelente livro, este primeiro romance de Alexandra Lucas Coelho.

domingo, 5 de janeiro de 2014

EUSÉBIO

Faleceu hoje um dos ídolos da minha juventude, que tinha cerca de dez anos mais do que eu.
Lembro-me, como se fosse hoje, dos grandes jogos do Benfica e da Selecção Nacional, quer pelos relatos que, nessa época, eram a fonte quase única da informação ao momento, quer pela televisão, que dava os primeiros passos nas transmissões directas, quer pelas presenças, poucas, no velho Estádio da Luz.
O Portugal-Coreia do Norte, disputado no Campeonato do Mundo de 1966, apanhou-me com 14 anos feitos há muito pouco tempo e em situação complicada da vida. Por tudo isso, é um marco, um hino ao futebol e uma recordação inesquecível.
Obrigado, Eusébio.