quinta-feira, 29 de abril de 2010

domingo, 25 de abril de 2010

25 de Abril

Hoje devia escrever qualquer coisa, se mais não fora para comemorar a data e agradecer a todos os que se lembraram de mim, num dia em que as atenções estão viradas para as lembranças do que nos trouxe, há 36 anos, o acontecimento ímpar da história e que, ele sim, continua a merecer os parabéns, apesar de algumas tropelias que lhe vão fazendo desde o primeiro dia.


P.S.- Para quem não conhece, poderá parecer paradoxal, mas a aberta está fechada! Vamos ver o que pensa o mar, nos próximos capítulos.

domingo, 18 de abril de 2010

A semana

Não sou dos que pensam que farmácia ainda se devia grafar com "ph", mas custam-me algumas "misturadas" cada vez mais frequentes e o tratamento que a nossa língua vai tendo.
Depois de uma trapalhada do "rapazola" que fez questão de afirmar a sua fidelidade ao Futebol Clube do Porto, numa audição parlamentar sobre uns negócios (escuros?) em que tinha intervindo na qualidade de Administrador (?) da Portugal Telecom,
surge um dos dois melhores gestores mundiais ( o outro é António Mexia, da EDP) a perorar, para os parlamentares do seu país, um "feijão com couves" digno de figurar nos compêndios da clareza de exposição e da sapiência erudita,
e, finalmente, um primeiro-ministro, numa tirada espectacular, a não conseguir fazer concordar o género e a dizer que "manso é a tua tia" quando qualquer analfabeto sabe que a tia só pode ser mansa, por que manso será (longe vá o agoiro) o tio.
Para uma semana em que recebi uma factura da EDP de mais de 2.600,00 Eur (viram bem, dois mil e seiscentos euros), "apenas" por um erro de digitação que nem um pedido de desculpas mereceu e que os Serviços Municipalizados das Caldas da Rainha me enviaram uma carta, registada, comunicando que "... após terem-se deslocado, já por duas vezes, funcionários destes Serviços Municipalizados ao local acima identificado afim de efectuar a leitura do contador, vimos por este meio informar que a mesma não foi conseguida. (...) Cumpre-nos informar que caso não se consiga proceder a esta leitura, o consumidor incorre na cominação da suspensão de fornecimento de água.(...), não está nada mal.
Pelo meio, a carta ainda tem referência a legislação e, majestática e imperiosa, transmite-me a ordem para estar presente num determinado dia, entre as 10 e as 12, na casa onde habito há mais de trinta anos, sempre a consumir água e a pagá-la, como é meu dever, em resultado das contagens efectuadas pelos respectivos Serviços.
Estou deprimido ... e confesso que me passa pela cabeça mandar fazer um downsizing ao país e estabelecer um contrato com uma das muitas empresas de trabalho temporário (ou aluguer de mão-de-obra), para um outsourcing que me permita substituir os responsáveis, por outros mais baratos, mais educados, mais eficientes e, sobretudo, cuja substituição possa acontecer sem qualquer dificuldade.

domingo, 11 de abril de 2010

Contradições

Velho, decrépito, já sem função nem utilidade mas ...
Contente até ao fim!

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Sabor

Tem o sabor de despedida este filme caseiro.
Fica a perpetuar um SABOR que, em breve, deixará de correr neste leito, dando lugar a um imenso lago, talvez povoado de achigãs e sem o chilrear dos pássaros, bem audível, apesar do amadorismo da "cineasta" cá da Casa.
Actualização: O video caseiro foi "engolido" numa avaria do computador. Em sua substituição fica este, "roubado", com o devido crédito, a Jorge Delfim, que o realizou numa caminhada efectuada no dia a seguir à nossa.


domingo, 4 de abril de 2010

Fim da semana




Após alguns dias fora, numa viagem pelo Portugal profundo da qual tentarei falar com algum pormenor em breve, o regresso à cidade, húmida apesar do sol brilhar, a trazer a rotina da rinite e também a véspera de mais uma semana de trabalho.

Uma saltada à Foz, para confirmar as notícias dadas por fonte amiga e bem informada, há mais de uma semana: as obras já começaram e as fotos assim o documentam. Não se vêem as máquinas, paradas por ser fim-de-semana, mas já se vislumbra o canal que há-de consolidar a nova aberta.

Aguardemos os resultados, com paciência e esperança de que o Verão ainda possa ser o que era!