terça-feira, 28 de outubro de 2008

Estórias

Afiei o lápis e peguei numa das muitas folhas que pairam sobre a secretária.
(adoro escrever com um lápis bem afiado)
Comecei a escrever sobre uma figura que faz parte das memórias da minha juventude.
A ideia era interessante, estava estruturada na "pinha" e o "figurão" reunia todas as "qualidades" para uma estória bem temperada.
Rasguei e deitei para o lixo.
Não tenho esse direito ... há coisas que não se partilham, por respeito.
Sem a partilha da estória, fica um apontamento da realidade de hoje, no trabalho, ouvida da boca de um pai, perto dos 70, ainda preocupado com a situação do filho quarentão:
" Não me leve a mal e entenda: gosto de dormir sossegado para acordar tranquilo".

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Crise (3)

  • Os analistas que, há meia dúzia de meses, previam o barril de crude a 200,00 USD, actualizam as suas previsões e concluem que, dentro em pouco, o preço andará pelos 50,00 USD;
  • As Bolsas, apesar das injecções, continuam com arritmia;
  • As "altas cabeças pensantes" pedem tempo para se pronunciarem e só arriscam prognósticos lá para o fim do jogo;
  • Os génios que descobriram a alavancagem sem limites já perderam a ilusão de virem a ser Nobel. Contentaram-se com os prémios recebidos, saíram pela "esquerda baixa" e não estão disponíveis nem para comentar a peça.

sábado, 18 de outubro de 2008

Crise (2)


Um retrato do que somos enquanto povo, fotografado pelo olhar crítico e satírico de um grupo de gente jovem que, "agora sim", tem de dar a volta a isto.
Vale a pena ouvir e, já agora, consultar os fundamentos da petição que está disponível na Net, para que o Movimento perpétuo associativo se torne Hino Nacional.


quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Crise

De queda em queda até ao trambolhão final?
NÃO !!!
As quedas produzem lesões graves, equimoses por todo o corpo, talvez até algumas fracturas, mas os homens têm resistências quase sem limites.
Esperamos, todos, que o pessoal da saúde consiga a gaze e a pomada para as esfoladelas e o gesso para as fracturas. E, já agora, que ache a chave para fechar as portas aos que estragaram o terreno.
A gente agradece ...

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Efemérides

Devia ter passado por aqui ontem ...
Não deu e perdi a oportunidade de registar, com propriedade, dois momentos marcantes, que comemoravam "números redondos".
Passavam 50 anos - meio século - sobre o meu ingresso na Escola Primária e 44 da inauguração da nova Escola Industrial e Comercial das Caldas da Rainha, onde, já "maduro" pela experiência de dois anos na Escola "Velha", fui iniciar o primeiro ano do Curso Geral do Comércio.
Como o tempo voa ...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Palavras bonitas

RECUSA

Convosco, não, traidores!
Que poeta decente poderia
Acompanhar-vos um segundo apenas?

À quente romaria do futuro
Não vão homens obesos e cansados.
Vão rapazes alegres,
Moças bonitas,
Trovadores,

E também os eternos desgraçados,
Revoltados
E sonhadores.

Miguel Torga

Cântico do Homem(4ª. Edição)
Gráfica de Coimbra
Janeiro 1974